Paula Castro Freire

Paula de Castro Freire é licenciada em Arquitectura de Interiores pela Faculdade de Arquitetura da UTL e estudou Desenho, Vídeo, Fotografia e Escultura. Trabalhou em publicidade, como designer gráfica, realizou programas de vídeo para a televisão e executou, a convite do Centro Jacques Delors, painéis de azulejos sobre “A Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia” em Trancoso, Reguengos de Monsaraz, Ulgueira, Sintra e Loures. Organizou várias Maratonas Fotográficas, sendo a última com o Centro Cultural Olga Cadaval. Expõe coletivamente desde 1983, e individualmente desde1995. Recebeu duas menções honrosas na VIII Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira e na I Bienal de Fotografia de Sintra. A exposição de escultura, intitulada “A Merenda do Lobo Mau"” é a apresentação da sua nova série de esculturas de alumínio explorando o seu último trabalho de, papel e gesso. A expressividade orgânica do sentir é agora representada na leveza das formas e nas suas transparências ao invés da opacidade e solidez dos seus últimos trabalhos.

Exposições Individuais 2009 – “…em frente, para os lados, para trás, onde estás?”, Fotografia, Colares. 2005 – “Unidade e Multiplicidade”, Galeria Pedro Serrenho. Lisboa. 2005 – “I Love You”, Reservatório da Patriarcal - Museu da Água. 2004 – Fotografia. Colares. 1999 – “Corpus C. 5”, Galeria de Colares. 1998 - “Fantasmas”, Galeria de Rio de Mouro - Câmara Municipal de Sintra “O Mundo das Ideias”, Galeria Monumental, Lisboa. 1997 - “La Vie en Rose”, Museu Nacional de História Natural, Lisboa. 1995 - “Impressões”, Palácio Nacional de Pena, Sintra.